fbpx

Curiosidades sobre a história do comércio

Com o início da atividade da agricultura a civilização em modelo de sociedade passa a existir, pois deixamos de ser nômades para poder cuidar das nossas plantações. Com isso, a produção de alimentos passa ser maior do que a necessidade de consumo do grupo, e estes começaram a trocar os alimentos e produtos excedentes que não iriam consumir por produtos que não produziam e necessitavam com outros grupos, surgindo assim o escambo.

Com o tempo essas trocas foram se difundindo e aumentando entre os povos. No período da Idade dos Metais objetos metálicos passaram a ser valorizados e usados nas trocas, e nesta época surgem o que hoje chamamos de moeda, claro que não com o peso e tamanho que conhecemos hoje.

O início do comércio entre diferentes povos se dá com os fenícios que não possuíam um solo fértil e não conseguiam praticar a agricultura,  e acabaram desenvolvendo técnicas para a construção de navios, que iam até outros povos para comercializar tecidos e cedro, madeira típica de sua região.

A partir do século XI o comércio na Europa cresceu, e as feiras medievais reuniam mercadores de várias partes do mundo, a moeda passou a ser o meio mais usado para adquirir um produto nessas feiras. Como vinham comerciantes de diversas partes do mundo, as moedas eram diferentes, surgindo os cambistas, que as trocavam. Eles colocavam as moedas em cima de um banquinho de madeira para examina-las, ficando conhecidos como banqueiros, e logo estes começaram a fazer empréstimos à juros e a guardar dinheiro.

Com o crescimento da população, as pessoas passaram a deixar os feudos e migram para as cidades, conhecidas como burgos. Ali haviam pequenos mercados, onde os comerciantes expunham e trocavam mercadorias. Com o tempo estes enriqueceram, surgindo assim a burguesia que mais tarde no século XVIII financiou a Revolução Industrial.

Desde o início das atividades comerciais a dificuldade de produção ou a raridade desta seriam fatores essenciais para que o preço da mercadoria fosse determinado. Com o desenvolvimento do comércio percebemos que não somente o custo era considerado,  e o transporte, impostos, salários  e outros gastos passaram a serem incorporados, aumentando assim a complexidade da atividade comercial entre os envolvidos, e, no mundo atual percebemos que a compreensão das atividades comerciais engloba um universo cada vez maior de fatores e variantes.

Em 1995 foi criada a Organização Mundial do Comércio (OMC), com a finalidade de assistir e orientar as práticas comerciais internacionais.

Nos dias atuais o comércio tomou outras proporções,  sendo ele unilateral,  bilateral, interno, externo, e, agora o universo digital que vem redesenhando a relação de compra e venda entre as partes.

Uma das evoluções das práticas comerciais que acabou se tornando um modelo muito utilizado mundialmente é o mercado do Franchising que consiste na troca de expertise e know-how por parte do franqueador (detentor da marca) e do franqueado que entra com o trabalho e capital para implantação da unidade franqueada.

Se você quer saber mais sobre esse modelo de negócio acesse o nosso blog e encontre diversos posts sobre o tema ou entre em contato com um de nossos especialistas.

Por: Umberto Papera Filho, sócio-diretor do GSPP

Saiba Mais